História

Não se sabe exatamente quem inventou o chocolate, mas sabe-se que, muito antes dos Astecas, os Maias (Período Clássico 250-900 d.C) já conheciam o cacau. Localizados na América Central, os Maias plantavam o cacau, colhiam e torravam as sementes que finalmente eram moídas e transformadas em uma pasta. Esta, era usada como ingrediente de uma receita que, junto com água, pimenta e cereais era transformada em uma bebida escura, fria e amarga, muito apreciada pelos nobres daquela sociedade.

As sementes de cacau eram tão valiosas que eram usadas como moeda. Em 1519 o navegador Hernan Cortez descobriu esse tesouro ao chegar a América. Foi recebido pelo Imperador asteca Montezuma, que o acolheu imaginando ser um deus que havia prometido retornar. Cortez logo foi apresentado ao fruto sagrado e, apesar de não ter gostado, percebeu o quanto era valioso. Por conta disso, um ano depois acabou traindo e dizimando o povo asteca.

E, 1528 ao retornar para a Espanha, Hernan Cortez apresentou o chocolate para o Rei Carlos V que, pensando nas vantagens comerciais daquela bebida exótica, ordenou estabelecer plantações de cacau nos países tropicais dominados pela Espanha. Até hoje mais da metade da produção mundial de cacau vem de países africanos.

 

chocolate